Funarbe participa da Reunião Anual da Rede Pluricana

 

No dia 16 de março, a gestora de projetos Sidmara Mendonça e a Assessora de Comunicação Angélica Patarroyo, estiveram em Ribeirão Preto para participar da Reunião Anual da Rede Pluricana.

O encontro reuniu pesquisadores das 22 instituições envolvidas no projeto, além de representante da financiadora FINEP, para compartilhamento dos resultados parciais vinculados às metas. O coordenador do Pluricana, Hugo Molinari, da Embrapa  Agroenergia, destacou a importância da reunião para percepção de oportunidades de cooperação entre as instituições.

Gestora do projeto, a Funarbe apresentou o orçamento e distribuição dos recursos por instituição, além de esclarecer dúvidas sobre procedimentos específicos.  “Foi muito interessante ver os resultados já alcançados pelo projeto. Por se tratar de um projeto grande e que envolve diversas instituições de diferentes partes do país, é uma ótima oportunidade de nos aproximarmos dos coordenadores das instituições envolvidas”, destaca Sidmara.

Para Angélica,  esse tipo de encontro é um bom momento para interagir e compreender as demandas e expectativas dos coordenadores com relação ao trabalho da Funarbe.

 

Sidmara Mendonça apresentando informações da Funarbe

 

O projeto Pluricana

O objetivo do Pluricana é constituir uma rede de pesquisa, desenvolvimento e inovação em cana, integrando e ampliando a base genética utilizada pelos programas de melhoramento. O projeto é executado em quase todo o Brasil por pesquisadores de sete unidades da Embrapa, além de Ridesa, IAC,UENF —Universidade Estadual do Norte Fluminense,UFRJ — Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFGD — Universidade Federal da Grande Dourados e Iapar — Instituto Agronômico do Paraná.

O Pluricana envolve ações ligadas ao melhoramento genético convencional e assistido da cana-de-açúcar, introdução e quarentena de plantas, sistemas de produção e biotecnologia avançada em cana. Os estudos englobam ainda soluções para a cogeração de energia, com culturas como Arundo donax (cana gigante), capim-elefante, casca de coco-verde, sorgo sacarino e sorgo biomassa. Há também estudos na linha de fitossanidade e fixação biológica de nitrogênio.

 

Pesquisadores do Pluricana